Patrícia Quinta > Canto

Natural do Porto, efectuou os seus estudos de canto no Conservatório Superior de Música de Gaia, realizando o Curso Superior de Canto Teatral na classe de Fernanda Correia. Em 2004, ingressou na Universidade de Música e Artes do Espectáculo de Viena onde continuou a sua formação de canto com Margit Klaushofer, especializando-se no domínio do Lied e Oratória com Charles Spencer e no domínio da ópera com Reto Nickler. Actualmente, terminada a sua formação académica, trabalha com Christa Ludwig na continuação do seu aperfeiçoamento artístico. Participou nas óperas L’incoronazione di Poppea (Octavia) de C. Monteverdi, Juliette (Kleiner Araber, Junger Matrose e Hotelboy) de B. Martinu ambas produções da Universidade de Música e Artes do Espectáculo de Viena.

Integrou o elenco da ópera A Flauta Mágica (Segunda Dama) de W. A. Mozart, numa coproduçãodo Ciclo Portuense de Ópera e Orquestra Nacional do Porto. Interpretou o papel de Mãe na ópera Mavra de Stravinsky, numa produção da Fundação Calouste Gulbenkian. Participou no Concurso Nacional de Canto Luísa Todi 2003, onde lhe foi atribuído o prémio Bocage (cantor revelação). No domínio da oratória foi solista na Missa de Coroação e Requiem de Mozart, Stabat Mater de Pergolesi, Cantata de Natal de Saint-Säens, Petite Messe Solenelle e Stabat Mater de Rossini e Missa em Dó de Beethoven. Tem realizado vários recitais de Lied e galas de ópera em Portugal e em Viena sob a direcção de maestros como Manuel Ivo Cruz, Mário Mateus, Ferreira dos Santos, Rui Massena, Nicola Giusti, Johannes Willig, Ivan Parik, Ingomar Rainer, Cesário Costa, João Paulo Santos, Walter Kobera. Frequentou classes de aperfeiçoamento com Hilde Zadek, Ulf Bästlein, Enza Ferrari, Elsa Saque, Laura Sarti, António Salgado, Rudolf Piernay e Grace Bumbry. É Licenciada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto.